1. Como funciona o Comércio Justo

#Fairtrade dá-lhe o poder de mudar o mundo todos os dias.
Trabalhamos para um futuro melhor para os pequenos produtores através do #ComércioJusto

2. Justo para os produtores

Os pequenos produtores e trabalhadores estão entre os mais marginados pelo sistema de comércio mundial. Em Fairtrade, estão no coração de tudo o que fazemos. Único entre os esquemas de certificação, os produtores têm a mesma opinião sobre como se gere Fairtrade, e estão incluídos em toda a nossa tomada de decisões.

Para agricultores e trabalhadores, Fairtrade significa:
  •     Preços que visam cobrir os custos médios da produção das suas culturas de forma sustentável, uma rede de segurança vital quando os preços do mercado caem.
  •     O Bónus de Comércio Justo Fairtrade: uma quantia adicional de dinheiro paga acima do preço de venda para investir nos negócios ou projetos comunitários à sua escolha.
  •     Condições de trabalho decentes e proibição da discriminação, do trabalho forçado e do trabalho infantil.
  •     Acesso a crédito antecipado antes da época de colheita.
  •     Ser capaz de planificar mais para o futuro com maior segurança e relações mais sólidas com os compradores.

Os produtores têm uma voz forte em Fairtrade

Os produtores de Fairtrade dispõem de 50% dos votos na Assembleia-Geral da Fairtrade International, sendo também ouvidos os produtores e os trabalhadores durante o processo de estabelecimento de novas normas e políticas de Fairtrade. As três redes regionais de produtores Fairtrade desempenham um papel no Conselho de Administração da Fairtrade International, assegurando uma maior representação de produtores.

3. Justo para os consumidores

Os consumidores são uma parte vital de Fairtrade. Cada produto Fairtrade que escolher ou cada campanha que apoiar permitirá aos produtores e trabalhadores investirem nas suas vidas e terem um maior controlo sobre o seu próprio futuro.
  •     Segundo um estudo realizado por GlobeScan em 2015 sobre consumidores em 15 países, mais de 50% dos consumidores estão familiarizados com o selo FAIRTRADE e, desses, 80% afirmam que têm uma perceção mais positiva das marcas que o exibem.