Para os produtores, Fairtrade é o único que oferece quatro benefícios importantes.

1. Preços estáveis
Para a maioria dos produtos, os preços cobrem os custos de produção sustentável – inclusive quando caem os preços no mercado mundial.

2. Um Bónus Fairtrade
O Bónus ajuda os produtores a melhorarem a sua qualidade de vida. É uma soma de dinheiro adicional cujo uso é decidido democraticamente pelos próprios produtores. Geralmente, investem-na em projetos educativos, de saúde, melhorias agrícolas ou instalações de processamento para aumentarem os seus rendimentos.

3. Associação
Os produtores participam na tomada de decisões que afetam o seu futuro. Os produtores certificados Fairtrade possuem e administram de forma conjunta FLO. Através do Conselho de Administração da FLO, das suas comissões e processos, os produtores podem influir nos preços, nos bónus, nas normas e na estratégia global.

4. Concessão de poderes a produtores e trabalhadores
Este é um objetivo de Fairtrade. Os grupos de pequenos produtores devem ter uma estrutura democrática e transparente para poderem ser certificados. Os trabalhadores devem ter a possibilidade de contar com representantes numa comissão que decide sobre a utilização do Bónus Fairtrade. Ambos os grupos contam com o apoio da FLO para desenvolverem as suas capacidades nestes âmbitos.

FAIRTRADE, COMÉRCIO JUSTO PARA AS PESSOAS E PARA O PLANETA

Consumidores
Os consumidores podem comprar produtos conformes aos seus valores e princípios. Há à disposição do consumidor uma gama de produtos cada vez mais variada. Ao comprarem produtos Fairtrade, os consumidores apoiam os produtores que lutam por melhorar as suas vidas.

Comerciantes/empresas
Desde a sua criação em 2002, o selo de certificação de Comércio Justo FAIRTRADE tornou-se no selo social e de desenvolvimento mais reconhecido no mundo. Fairtrade oferece às empresas um sistema credível que garante que as suas atividades comerciais têm um impacto positivo para os que se encontram no fim da cadeia comercial.

Ambiente
O Comércio Justo Fairtrade incentiva e promove a agricultura e as práticas de produção que sejam ambientalmente sustentáveis. Também se oferecem incentivos aos produtores para que alcancem a certificação biológica. Os produtores devem:

  • Proteger o ambiente onde trabalham e vivem. Isto inclui as zonas de águas naturais, florestas virgens e outras áreas de interesse. Também têm de se ocupar dos problemas relacionados com a erosão e a gestão dos resíduos.
  • Elaborar, executar e supervisionar um plano de operações sobre as suas técnicas agrícolas. Esse plano deve refletir um equilíbrio entre a proteção do ambiente e os bons resultados do negócio.
  • Seguir as normas nacionais e internacionais para a manipulação de produtos químicos. Há uma lista de produtos químicos que não se devem utilizar.
  • Não utilizar de maneira intencionada produtos que incluem organismos geneticamente modificados (OGM). 
  • Averiguar quais os efeitos das suas atividades no ambiente. Posteriormente, devem elaborar um plano de como se podem diminuir os impactos e assegurar-se de que esse plano se leva a cabo.